segunda-feira, 28 de maio de 2007

Blue Moooooon!!!

Chamamos de Lua Azul a segunda lua cheia que ocorre num mesmo mês no calendário gregoriano. Quando a lua cheia cai no dia primeiro de um mês de 31 dias, no dia 31 terá outra lua cheia, a Lua Azul. Maio de 2007 é um mês com Lua Azul.


Ela ocorre uma vez a cada dois anos e sete meses, sete vezes a cada dezenove anos e trinta e seis vezes em um século. Isso se deve a que um mês terrestre tem em média 30,5 dias enquanto o mês lunar tem 29,5 dias.

Ficou confuso? Então observe a figura abaixo:



O planeta Terra gira em torno do Sol. Ela leva 1 ano, ou 365 dias e seis horas para dar uma volta completa ao redor dele. Cada uma das 12 posições na figura acima representa um mês do ano. Caso cada mês fosse uma divisão exata por 12 do movimento de translação, os meses teriam 30 dias e 12 horas, mas como os meses foram divididos de forma a se adequarem as estações do ano e às necessidades do homem, foi preciso que criassem o ano bissexto para ajustar a perda de 6 horas durante 4 anos. E assim, durante um ano bissexto, fevereiro passa a ter 29 dias ao invés dos usuais 28. Então vamos combinar que se dividíssemos um ano ideal por 12 teríamos um mês de 30,5 dias.


O mês lunar seria o tempo que a Lua demora para dar uma volta completa ao redor do planeta Terra. Como a lua é um satélite natural e não possui luz própria, a luz que vemos da Lua à noite é sempre um reflexo do Sol de acordo com a posição da lua ao redor da Terra. Quando ela está refletindo o sol em toda sua superfície nós vemos, ao olhar para o céu, a Lua Cheia(b). E quando vemos apenas sua sombra, esta é a Lua Nova (d). Nos períodos de transição entre uma lua e outra, temos o Quarto Crescente (c) e o Quarto Minguante (a). Cada fase da lua tem sete dias e nove horas. As quatro fases ou a volta completa resulta em 29,5 dias, ou seja, esse é o período do mês lunar. Graças a isso, o mês que começou com Lua Cheia, vai passar por todos os seus períodos e terminar com Lua Cheia. Tchã!


O termo Lua Azul ("Blue Moon") se originou a mais de 400 anos atrás, mas a razão para tal termo não tem explicação assim como os ingleses falavam que a Lua era feita de "Green Cheese" (Queijo verde), só por que esta se assemelha à um queijo quando embolorado em algumas noites. Existe a história de que o termo Lua Azul signifique algo que nunca acontecerá. "Só me casarei quando a Lua for azul", ou seja, ele não vai se casar nunca.


De fato, existem exemplos históricos de que a Lua tenha ficado efetivamente azul. Quando o vulcão Krakatoa localizado na Indonésia entrou em erupção e explodiu em 1883, as nuvens de poeira em suspensão fez com que o pôr-do-sol ficasse verde e a lua com tonalidade azul, por cerca de 2 anos. Em 1927, as monções indianas estavam chegando tarde e em uma estação extra-longa bastante poeira se elevou na atmosfera tornando a visibilidade da Lua em tonalidade azul. No nordeste da América da Norte a Lua azul foi vista em 1951 quando enormes incêndios na floresta ocidental no Canadá jogaram uma quantidade grande de partículas de fumaça no céu.


Mas esses eventos ocorrem tão raramente ao redor do planeta, que não são suficientes para dizer que originaram o termo. Modernamente, o termo Blue Moon para nomear a segunda Lua Cheia que acontece em um mesmo mês, pode ter começado a ser usada por James Hugj Pruett em uma matéria publicada na S&T de março de 1946. A revista Sky and Telescope adotou a nova definição de Pruett e passou a utilizá-la em sua publicação a partir maio de 1950 de então, o conceito de Blue Moon para denominar a segunda Lua Cheia de cada mês se espalhou e passou a ser usado pelos leitores da revista (de alcance mundial) e seu uso se generalizou ainda mais quando foi empregado em um popular programa de rádio de grande audiência, StarDate, em 31 de janeiro de 1980. Com o uso popular do termo a cerca de mais ou menos três décadas, Lua Azul, é altamente aceito hoje e assim a S&T emprestou sua contribuição para o folclore lunar moderno.



A lua Cheia influencia muito a vida do homem e muitos mitos surgem a seu respeito. Exemplos: a semeadura e a colheita devem ser realizadas durante determinadas luas, o corte de cabelo, a menstruação, os suicídios, os lobisomens, etc. Nada disso está ligado a fase da lua em si, nem mesmo o movimento das marés Sim, as marés são mais fortes na lua cheia e na lua nova, mas somente porque nestes períodos a Lua e o Sol estão alinhados e a força gravitacional dos dois exercida sobre os oceanos se soma.


Se uma lua Cheia já causa tanto impacto, imagine duas num mês só! Muito se teoriza e muito se inventa a respeito, mas nada é realmente concreto. Termino este post num dia de Lua Azul, apenas desejando que esta Lua ajude a todos a ter mais clareza de pensamento e permita que o ser humano pense no futuro e na possibilidade de termos muitas outras Luas Azuis.

3 comentários:

Mørgana disse...

A lua ta lindaaaaaaaaa la fora!!!
Eu desconhecia por completo isso da lua azul!!!!
Demais...to com vontade de ir no quintal e ouvr a Lorrena mas esquece q ta mto frio! hehe
Abração

Fabio disse...

Vixi, Morgana, com esse frio, se sair pra ver a lua, vai ser lua roxa, nem azul vai ser mais!

Mirna disse...

Eu apreciei ler o seu post, porque eu estava procurando informações sobre este tópico. é um tema muito interessante. ontem eu estava comprando um Arranhador para Gato eo vendedor me falou sobre isso e eu comecei a investir na internet.