quarta-feira, 18 de abril de 2007

Sismonastia

O tema deste post seria Mimosa e Pudica, mas antes que o duplo sentido imperasse por aqui, resolvi colocar o nome da mágica e não de quem é capaz de realizá-la.


Sismonastia (seismonasty) é o nome dado ao movimento que certas plantas realizam quando afetadas pelo toque ou pela incidência solar. Dentre as plantas que realizam esta ação está a planta carnivora Dionea muscipula, na foto abaixo, e que quando tocada por algum inseto se fecha para aprisioná-lo e se alimentar dos sucos formados pela decomposição lenta da presa.






Outra planta que faz este movimento é a Mimosa Pudica L. que é comumente conhecida no Brasil como dormideira, sensitiva, arvore dorme, dorme jão ou dorme maria e tem tantos e tantos outros nomes. Geralmente ela se move quando tocada e suas folhas passam de um estado aberto para fechado rapidamente.














A partir do movimento realizado pela Mimosa, como é denominada pelos mais íntimos, podemos distinguir duas características da Sismonastia ou Seismo:



  1. A reação por ser completa ou não, ou seja, a intensidade varia.


  2. É reversível. As folhas retornam ao seu estado original após 15 a 30 minutos.

O motivo pelo qual uma planta, que usualmente é imóvel, realiza movimentos e até certo ponto rápidos e bruscos é a presença de dois tipos de células com paredes mais elásticas que o normal nas bases das folhas. Uma delas, com um acúmulo maior de líquidos, tende a ficar sempre cheio forçando a folha a ficar sempre na sua posição normal. Logo abaixo desta uma grupo de células deformadas, mas túrgidas (vazias), estão preparadas para receber o acúmulo de líquidos das células mais concentradas. Forçando assim um movimento vascular, que faz com que as folhas se inclinem.


Esse movimento ocorre porque tais células são estimuladas e este estímulo externo deve ser não apenas mecânico (vento), mas também quimico (um determinado composto) ou elétrico (toque humano).


O que ainda me intriga é a razão pela qual a Mimosa faz isso. No caso da Dionea, é possível entender que suas raízes atrofiadas fizeram com a que a planta desenvolvesse uma outra forma de adquirir os nutrientes necessários para sua sobrevivência e por isso ela utiliza a sua capacidade de sismonastia para aprosionar o alimento, mas a Mimosa não teria uma razão para realizar tal movimento. Espantar possíveis predadores? Medo? Timidez? O que será que ocorre com essa planta?

5 comentários:

Fabio disse...

Claro que é por timidez que ela faz isso, o nome dela já diz, além de "mimosa" ela é "pudica" pronto, ta explicado. Não precisa agradecer minha participação :)

Mi disse...

Ei, a mimosa é meninaaaaa, não pode ser dorme joão, é dorme maria!!! SEMPRE foi dorme maria, desde que eu ia no parque do tubo perto de casa! lá tem um monte! Favor se retratar com a plantinha. Grata.

Anônimo disse...

oi, rs :*

Anônimo disse...

Oie gente;
tudo bom amiguinhos?
espero que sinhê!
beeijos ~

MELIGAHOJÊ

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.